Bolsa de Formadores

O que é? 

A Bolsa de Formadores do CNJ é um grupo multidisciplinar composto por formadores, facilitadores, animadores e demais especialistas selecionados em razão da experiência e competências na área da Juventude e Educação Não Formal (ENF), que desenvolvem, em Portugal ou no estrangeiro, trabalho comprovado em organizações de juventude, ou cuja atividade principal nela incida. A BFCNJ tem como missão a implementação de processos educativos do CNJ, mas pode ser mobilizada pelas associações membro, associações juvenis e outras instituições que trabalhem com e ou para a Juventude 

 

O que faz?

  • Corporiza, desenvolve e agiliza processos educativos relacionados, direta ou indiretamente, com a Juventude;
  • Ausculta e assessora tecnicamente em matérias de ENF (por intermédio e em parceria com o CNJ) as organizações;
  • Facilita e apoia pedagogicamente eventos juvenis;  
  • Coadjuva o CNJ e as demais organizações de e em prol da juventude nos processos de consulta de opinião nas mais variadas temáticas;
  • Fomenta, acompanha e promove a criação de programas e políticas de formação juvenil, privilegiando a metodologia ENF, no âmbito nacional e global;
  • Trabalha ativamente pelo reconhecimento da ENF a nível nacional, europeu e global;
  • Apoia técnica e pedagogicamente o CNJ, ao nível do planeamento, implementação e avaliação de atividades desenvolvidas no âmbito do processo educativo.   

 

Como é constituída? 

A Bolsa é constituída por 25 membros, sendo um deles o/a coordenador/a, para um mandato de 2 anos. No termo de cada mandato a Bolsa é renovada, podendo os anteriores membros candidatar-se a novo mandato

 

Quais as áreas de formação da Bolsa de Formadores?

A Bolsa tem trabalhado nas áreas da Participação Juvenil em processos de tomada de decisão, Gestão Associativa, Formação em Gestão de Voluntários, Educação Global e Estilos de Vida Saudáveis, Emprego Jovem, Cidadania Europeia, Diálogo Intergeracional, Educação Intercultural, Cooperação Internacional, entre outros temas. Anualmente o CNJ promove Formações de Formadores em Educação Não Formal e Educação para os Direitos Humanos.