Emprego e Assuntos Sociais

Os Assuntos Sociais em geral e o Emprego em particular não podem deixar de fazer parte das áreas de trabalho do CNJ. Por um lado, o Emprego é uma realidade que diz respeito a todos os jovens, sejam eles estudantes, empregados ou desempregados. Por outro lado, está intrinsecamente ligado ao problema da integração social, onde os jovens, enquanto promotores e protagonistas de mudanças, têm também uma palavra a dizer.

Assim, constituem objecto de reflexão questões como o acesso dos jovens ao emprego, a adequação entre sistemas de ensino e mercado de trabalho, a criação de postos de trabalho, enfim, o emprego de qualidade e com direitos para todos.

Outra questão inerente à emancipação dos jovens à sua integração social é o acesso à Habitação. Por isso, é aqui reservado um espaço para a reflexão sobre as políticas de habitação, análise de dificuldades, aspirações e potencias soluções ou medidas políticas que contribuam para um mais fácil acesso dos jovens à habitação.

As preocupações do CNJ incidem também sobre a situação daqueles que, jovens ou não, por razões diversas são colocados à margem da sociedade. Inclui-se, assim, no trabalho desta área temática uma especial preocupação com aquilo a que chamamos Convivência e Diversidade. Aqui, tem lugar a discussão sobre a discriminação de que são alvo grupos de pessoas que pelo seu sexo, orientação ou identidade sexual, incapacidade física ou psíquica ou por se constituírem como minorias étnicas têm um tratamento diferente. A Igualdade de Oportunidades entre homens e mulheres é um assunto que, pela transversalidade do grupo em questão, nos diz obrigatoriamente respeito. Até porque cabe, também, aos jovens contrariar a tendência herdada de uma sociedade que considera as pessoas de forma diferente de acordo com o seu género. Acrescenta-se assim o facto de, tanto na promoção da tolerância como da igualdade de oportunidades, as organizações de juventude, enquanto agentes de educação não formal, terem um papel importante a desempenhar.

Estas questões, à semelhança do que acontece noutras áreas, são trabalhadas na Comissão Especializada. Além das reuniões estatutárias, este é um dos espaços onde se reflecte, delineiam estratégias e se definem os contornos de actividades com vista à concretização de objectivos estabelecidos.