Academia de Desenvolvimento Juvenil

 

A Academia de Desenvolvimento Juvenil (ADJ) é uma iniciativa conjunta do Conselho Nacional de Juventude (CNJ), do Instituto Português de Desporto e Juventude, I.P. (IPDJ, I.P.) e da Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, que visa ser um momento anual de encontro, aprendizagem, debate, troca de conhecimentos e experiências, em prol do trabalho desenvolvido na área da juventude em Portugal.

 

Formações de Formadores:

O CNJ organizou a primeiras Formações de Formadores em 2006 (em julho a de Educação Não Formal (ENF) e em setembro a de Educação para os Direitos Humanos), e repetiram-se em 2007. Em 2008, e reconhecendo as mais-valias em organizar as duas formações em conjunto, surgiu a I Escola de Desenvolvimento Juvenil (EDJ) que decorreu em Castelo Branco. No ano de 2010, o CNJ recuperou esta iniciativa, uma das mais solicitadas e reconhecidas do nosso plano de atividades. A II EDJ foi um espaço no qual as duas formações partilharam vários momentos sociais e pedagógicos conjuntos, contribuindo para o aumento de sinergias entre educadores na área do associativismo juvenil. Esta edição foi organizada em parceria com a Associação Académica da Universidade do Minho, organização membro do CNJ que já há vários anos promove no meio académico as práticas e princípios da ENF. Em 2013, o CNJ descentralizou mais uma vez esta importante iniciativa e levou a III EDJ para o Algarve, sendo desta vez organizada em parceria com o Instituto Português de Juventude e Desporto, IP – Direção Regional do Algarve e com a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António. Nesta edição, para além dos anteriores cursos de formação, adicionou-se um terceiro curso a decorrer em simultâneo, o curso de Formação de Formadores em Educação para a Saúde. 

Em 2015, e passadas 3 edições da Escola, o CNJ promoveu a 6.ª edição do Curso de Formadores em Educação Não Formal em Aveiro, agora no âmbito da I Academia de Desenvolvimento Juvenil, onde se pretendeu dar continuidade à promoção do reconhecimento da ENF, num espaço alargado e com diversos parceiros.

 

Academia de Desenvolvimento Juvenil 2015:

Teve lugar em Aveiro, entre os dias 19 e 24 de maio de 2015, e foi um momento de encontro, aprendizagem, debate, troca de conhecimentos e experiências, em prol do trabalho desenvolvido na área da juventude.

Esta experiência-piloto contou com cerca de 70 participantes e três cursos ministrados pelos parceiros desta iniciativa.

1.  Formação de Formadores em Educação Não Formal (CNJ). Este módulo contribuiu para formar potenciais membros da Bolsa de Formadores do CNJ que será renovada em breve.

2.   TurnINC – A Turning Point to Inclusion (Erasmus + Já)

3.    Educação Não Formal, Direitos Humanos e Inclusão (IPDJ)

Os participantes – jovens, dirigentes associativos, youth workers, técnicos da área de juventude (municípios e outros organismos públicos e privados) – tiveram acesso a um conjunto de atividades que promoveram competências específicas necessárias para quem lida com as questões da juventude. Para além de ter sido um espaço de capacitação de jovens, organizações de juventude e ainda de organismos públicos que trabalham com e pela juventude, a ADJ foi também um espaço de criação de redes de trabalho e cooperação, com momentos de reflexão e diálogo estruturado político participativo.